As mulheres que estão pensando em engravidar não podem esquecer de está com a carteirinha de vacinação em dias, para evitar futuros problemas. A vacinação antes irá proteger a futura mamãe e o bebê, de um aborto ou da má formação do bebê durante a gestação. Por isso, a mulher antes de engravidar deve tomar as vacinas necessárias. Lembrando que as vacinas devem ser tomadas dois meses antes de iniciar as tentativas para engravidar.

Principais vacinas que devem ser tomadas antes de engravidar:

Vacina Hepatite antes da gravidez
A mulher antes de iniciar as tentativas para engravidar deve realizar os testes sorológicos para verificar se é ou não imune a hepatite A. Se por acaso o teste comprove que você não seja imune, será necessário receber a vacina antes de engravidar. Agora, caso a mulher já seja portadora da hepatite B, as chances de transmitir o vírus ao bebê durante o parto são grandes.

As mulheres que possuem o vírus da hepatite B em seu organismo poderão ter sérios problemas de saúde, como o câncer hepático ou até mesmo cirrose. Por isso, antes de iniciar as tentativas para engravidar a mulher deverá receber a vacina VHB. Agora, caso a mulher só descubra que está com vírus da hepatite B durante a gestação deverá buscar orientação de um especialista (hepatologista), para direcionar os cuidados que serão necessários durante a gestação.

Vacina antitetânica antes da gravidez
A Vacina antitetânica deve ser aplicada antes ou depois da gravidez. Se por acaso a mulher já tenha recebido ao menos uma dose da vacina nos últimos 5 anos, não deverá se preocupar em repetir a vacinação. Agora, caso você possua dúvidas quando foi à última vez que você recebeu a dose da vacina é importante fazer aplicação da dose reforço durante o sétimo mês de gestação. Geralmente a vacina indicada pelos médicos é a Tríplice bacteriana acelular para adultos, que também previne contra a coqueluche, difteria e tétano.

Vacina rubéola antes da gravidez
Antes de se vacinar contra a Rubéola a mulher deverá fazer um exame de sangue para saber se será necessário ser vacinada contra a rubéola.  Caso o exame detectar que você ainda não possui imunidade contra a doença, seja porque nunca se vacinou ou não teve a doença, você terá que se vacinar. Depois de ter se vacinado você terá que esperar por 30 dias para iniciar as tentativas para engravidar.

A vacina indicada contra a rubéola é a tríplice viral, que também previne contra o sarampo e a caxumba. Lembrando que caso a gestante seja infectada com o vírus da rubéola durante a gestação e não esteja imune, o feto poderá sofrer com problemas de malformações como surdez, glaucoma, catarata, problemas cardíacos e neurológicos.

Vacina febre amarela antes da gravidez
Como a vacina contra a febre amarela é feita a partir do vírus vivo enfraquecido, boa parte das pessoas que tomam a vacina se tornam imune a doença, mesmo sem ter sofrido nenhuma manifestação. Sendo que em alguns casos pode ser que ocorra uma leve manifestação da infecção. Como na gravidez, sempre existe um pequeno risco de desenvolver a infecção, a vacina é não é indicada.

Caso a gestante viva em uma região onde possui alto risco de contrair a infecção, será mais seguro para a gestante e para o bebê receber a vacina, do que ficar sujeito a infecção com vírus mais forte. Caso isso ocorra, poderá levar a gestante e o bebê a óbito.