A trombose na gravidez deixa muitas gestantes preocupada com o problema. Mas afinal o que é a trombose e como ela surge?

A trombose é o sangue coagulado que entope uma veia ou artéria, impedindo assim, que o sangue circule normalmente pelo local. Além disso, existem vários tipos de trombose as que ocorrem com maior frequência na gravidez são:
Trombose na placenta na gravidez: Ocorre com a formação de coágulos nas veias da placenta, em casos mais graves pode provocar o abortamento.
Trombose hemorroidária na gravidez: pode surgir com as hemorróidas durante a gravidez, devido ao peso do bebê.
Trombose venosa profunda na gravidez: Elas afetam com maior freqüência as veias das pernas.
Trombose cerebral na gravidez: ocorrem devido a um coágulo no cérebro.

Fatores de risco para o surgimento da trombose na gravidez:
Apesar de rara a trombose na gravidez, ocorre com maior freqüência em gestante que estejam acima do peso, que possuam mais de 35 anos, que estão grávidas de gêmeos ou que já tiveram episódio de trombose em uma gravidez anterior.

Caso a gestante já tenha tido um episódio de trombose em uma gravidez anterior, é importante informar ao seu obstetra o ocorrido, para que o tratamento com as injeções de heparina sejam utilizadas de forma preventiva e evite o surgimento de uma nova trombose.

Tratamento da trombose na gravidez:
Para tratar da trombose na gravidez o seu obstetra irá passar injeções de heparina, anticoagulante que ajudam a dissolver o coágulo e diminui o risco de formação de novos coágulos. O tratamento da trombose ocorre por seis semanas após o parto. Pois, durante o momento do nascimento do bebê, independente do tipo de parto, as veias abdominais e pélvicas acabam sofrendo algumas lesões que podem provocar o aumento da formação de coágulos, por isso, só inicia o tratamento após o parto.

Principais sintomas da trombose na gravidez (pernas):
Alguns dos principais sintomas da trombose na gravidez, que surgem nas pernas são:
Pele quente;
Aumento das veias na região;
Inchaço e vermelhidão na perna;
Dor na perna, que tende a piorar ao caminha ou ao dobrar o pé para cima.

Como evitar a trombose na gravidez:
É necessário tomar alguns cuidados para evitar a trombose na gravidez, alguns deles são:
Fazer uso de meias de compressão logo no início da gestação, para melhorar a circulação sanguínea nas pernas.
Fazer exercício físico regulamente, como natação ou caminhadas, para ajudar a circulação sanguínea
Evitar passar mais de oito horas deitada ou uma hora sentada. Sempre faça pequenos intervalos para se movimentar.
Evite cruzar as pernas, para não dificultar a circulação sanguínea nas
Tenha uma alimentação rica em fibras e água. Evite alimentos gordurosos tipo fast-food.
Não fume e não esteja perto de pessoas que fumam, pois a fumaça do cigarro pode aumentar o risco de trombose

Para descartar qualquer dúvida quanto a trombose na gravidez, consulte o seu obstetra e faça um ultrassom para diagnosticar se você tem ou não trombose

Como a trombose na gravidez pode provocar a embolia pulmonar na mãe, que é quando o coágulo desloca até os pulmões, que tem como sintomas a falta de ar, tosse com sangue ou dor no peito. Caso ocorra alguma dessas manifestações citadas, procure um hospital imediatamente ou ligue para o 192.