Se você é daquelas que não vive sem seu café matinal ou no finalzinho da tarde e está preocupada se ao consumir irá fazer mal ao seu bebê, fique tranquila. Pois, depois que saiu uma pesquisa pela American College of Obstetricians and Gynecologists foi possível descobrir que o consumo moderado de café por dia não aumenta as chances de que ocorra um abortou ou um parto prematuro à gestante.

O College’s Committee on Obstetric Practice afirmou que o consumo diário de 200mg de café todos os dias, ou seja, um copo de 350 ml de café, não contribui para que ocorra alguma complicação durante a gravidez.

No estudo realizado pelo Dr. David Savitz, do The Mount Sinai Medical Center, em Nova York, 1000 grávidas foram acompanhadas e não encontrou aumento da taca de aborto para as mulheres que consumiram baixo, moderado ou alto nível de cafeína em diversos períodos da gravidez. Já ou outra trabalho realizado pelo Dr. De-Kun Li e seus colegas na divisão de Kaiser Permanente’s Division of Research, em Oakland, observaram maior risco de aborto em mulheres que consomem mais de 200 mg de cafeína por dia, mas nenhum outro risco que ingeriu menos que isso.

Por isso, as gestantes que não desejam viver sem seu cafezinho pode ficar despreocupada. Pode tomar uma quantidade menor de que 200 mg de café por dia, mas deve evitar o consumo em excesso, pois pode fazer mal ao bebê. Já que a cafeína faz com que os vasos sanguíneos do corpo se contraiam. Por isso, o alto consumo de cafeína não é indicado, pois pode prejudicar a circulação útero-fetal, causando aborto ou parto prematuro. Repetindo mais uma vez, fazer o consumo do café não fará mal, desde que seja consumido em quantidade moderada.