Muitos bebês que logo após a queda do cordão umbilical apresenta uma hérnia no umbigo, que é mais conhecida como hérnia umbilical. Como ele é um nódulo macio é facilmente palpável. O fato é que esse problema deixa muitos pais preocupados, por isso, resolvemos fazer esse post para esclarecer algumas dúvidas quando a hérnia umbilical.

O que é a hérnia umbilical?
O cordão umbilical fetal é quem liga a placenta materna ao bebê. Como esse cabo passa através de músculos abdominais e ás vezes em áreas onde não estão completamente fechadas, permitindo que ocorra um vazamento da parte das camadas abdominais internos ou até mesmo os órgãos, para fora.

Como é relativamente comum esse problema, já que se estima que 20% dos recém nascidos nascem com esse problema. Quando ao tamanho da hérnia umbilical é bastante variado e em alguns casos visíveis, alguns podem ter cerca de 1 cm de diâmetro como também podem crescer e chegar a 5 cm de diâmetros.

Qual é o tratamento para hérnia umbilical?
A hérnia umbilical não é um problema grave, pois não machucam o bebê e por ser geralmente resolvido antes dos dois anos. Agora, caso a hérnia umbilical não seja liquidada por si só, será necessário passar por uma cirurgia, que geralmente é realizada entre os 3 ou 4 anos, ou antes, se a hérnia for muito grande.

Existe algum perigo quando a hérnia umbilical?
Caso a hérnia umbilical seja muito grande e o intestino saia, existirá um risco de estrangulamento intestinal e que precisará de intervenção cirúrgica imediatamente. Como as complicações são mais raras, caso você observe no bebê grande irritabilidade, dor durante a palpação abdominal, se a hérnia se tornar inflamada ou mudar de cor. Deve levar o bebê ao médico para uma avaliação e saber ser haverá necessidade para uma possível cirurgia.