Você já deve ter ouvido falar que durante os primeiros meses de vida do animal a musicoterapia tem um efeito bastante positivo para o desenvolvimento do bebê, né verdade?  E que ainda durante a gestação ela também ajuda a relaxar e tranquilizar o bebê. Mas você já imaginou proporcionar ao seu bebê ainda no útero a musicoterapia?

Pois bem, segundo especialistas a música possibilita criar reflexos condicionado intrauterino. Fazendo com que o bebê associe determinado som ao momento de relaxamento e carinho da mamãe ou do papai sempre que escuta. Ao realizar essa técnica a mãe poderá acalmar o bebê sempre quando ele estiver agitado ou até mesmo com cólica.

Recentemente foi lançado no mercado um dispositivo que transmite música intravaginal, o Babypod, para que os bebês passam ouvir sons com mais clareza ainda na barriga da mãe. A distância entre o bebê e o aparelho é muito menor do que quando a música é colocada próximo a barriga da gestante, que possui diversas camada até que o som chegue até ele de forma distorcida.

Como os bebês começa a escutar entre a 23ª semana e a 25ª semana da gestação, antes disso ele apenas sente as vibrações dos sons. O produto feito de silicone possui fone de ouvidos comuns, para a gestante acompanhar a música que o bebê estará ouvindo.

O obstetra afirma que o dispositivo é seguro e a gestante poderá colocar o aparelho sozinha, semelhante a um absorvente interno. A outra ponta do fio fica conectado ao mp3 player ou celular. Lembrando que antes de sair comprando essa novidade é bom conversar com seu ginecologista e saber se existe algum risco em utilizar esse aparelho na sua gestação.