Se por acaso você menstruar durante a gravidez é muito importante consultar o seu médico e realizar os exames para identificar as possíveis alterações, como o descolamento da placenta ou a gravidez ectópica.

Como não é normal ocorrer à menstruação durante a gravidez, pois o sangue da menstruação ganha papel importante no revestimento do útero para o desenvolvimento do bebê. Assim, a perda de sangue durante a gestação não sendo referente à menstruação, mas a um sangramento eventual, pode colocar a vida do bebê em perigo.

Quais as principais causas do sangramento durante a gravidez?
As causas quanto ao sangramento durante a gestação irá depender do tempo da gestação.

Se o sangramento ocorrer logo no início da gestação, que é um sintoma bastante logo após 15 dias da concepção, neste caso o sangue é um rosa clarinho e que pode durar até 2 dois, provocando cólicas semelhantes a menstruação. Muitas mulheres que ainda não descobriram a gravidez, pode até confundir com a menstruação, mas na verdade está ocorrendo a implantação do óvulo e sua gravidez já está a todo vapor.

Causas mais comuns do sangramento no primeiro trimestre ( 1 a 12 semanas):
– Aborto;
– Concepção;
– Gravidez ectópica;
– Descolamento da ‘placenta’.

Causas mais comuns do sangramento no segundo trimestre (13 a 24 semanas):
– Aborto;
– Inflamação no útero.

Causas mais comuns do sangramento no terceiro trimestre (25 a 40 semanas):
– Placenta prévia;
– Descolamento da placenta;
– Início do trabalho de parto.

A gestante também pode sofrer alguns pequenos sangramentos vagina após a realização de exames como toque, ultrassonografia transvaginal, relações sexuais com o parceiro e amniocenteses.

O que você deve fazer em caso de sangramento durante a gestação:
Em caso de sangramento durante a gravidez, independente da fase, você deve repousar e evitar qualquer tipo de esforço. Consulte o seu médio para que ele lhe examine e saber se precisará de exames para identificar a causa do sangramento.

De modo geral, os pequenos sangramentos ocorrem muito raramente, mas boa parte dos casos não é grave e não coloca em risco a vida do bebê nem da gestante.

Quando o sangramento é de risco para o bebê e para gestante:
Perda de sangue vermelho vivo em qualquer fase da gestação
Sangramento com o sem coágulo associada a fortes dores abdominal
Sangramento, perda de líquido amniótico e febre