Durante o primeiro trimestre de gravidez o corpo começa a se adaptar as mudanças que vão ocorrer durante as 40 semanas de gestação, até o momento do parto.

É durante o primeiro trimestre que corresponde as 12 primeiras semanas de gestação que ocorre os sintomas mais comuns em uma gravidez. Confira a seguir, os principais sintomas que ocorrem no primeiro trimestre e que também pode acompanhar por toda a gestação:

Seios em desenvolvimento
Os seios começam aumentando o seu tamanho e se tornando mais firmes, devido ao aumento do volume e do peso dos seios, é importante adquirir sutiãs adequados para esse período.

Enjoos
Os enjoos ocorrem com maior frequência durante o período da manhã, podendo ser controlados ao evitar o jejum prolongado. Comer uma bolacha de água e sal ao acordar sem ter ainda levantado da cama pela manhã, pode amenizar os enjoos.

Sonolência
Muitas mulheres sentem bastante sono no primeiro trimestre da gravidez, isso ocorre devido à influência do hormônio progesterona, que produz a placenta sobre o sistema nervoso centra.  Muitas vezes essas alterações impedem a concentração das gestantes durante algumas tarefas.

Alteração na pigmentação do corpo
Durante a gravidez os mamilos e a linha vertical da barriga da gestante ficam mais escuros. Também podem surgir algumas manchas acastanhadas no rosto que são conhecidas como melasma. Para evitar o surgimento dessas manchas no rosto é importante fazer uso de um creme ou gel com proteção solar.

Mudanças na pele
Durante o primeiro trimestre a pele da barriga e dos seios começa a se esticar, podendo perder a elasticidade e surgir às temidas estrias. Por isso, sempre esteja hidratando a sua pele abundantemente com cremes específicos.

Falta de libido
É muito comum não ter interesse em fazer sexo durante o primeiro trimestre da gestação, pois o corpo da mulher está passando por diversas modificações. Muitas vezes a falta de interesse ocorre por medo de machucar o bebê, mas é importante o casal conversar sobre o assunto e decidirem juntos qual a melhor forma de lidar com a sexualidade durante esse período.

Vontade de fazer xixi com maior frequência
A polaciúria, que é a necessidade de fazer xixi com maior frequência, mesmo em pequena quantidade. Isso ocorre devido à compressão que o ureteres sofre devido a dilatação dos vasos sanguíneos e pela compressão do útero na borda pélvica. É muito importante fazer a ingestão hídrica durante a gestação e diminuir a ingestão de líquidos antes de ir dormir.