O endométrio tem função de revestir o útero, que é a camada onde ocorre a implantação dos ovos fertilizados para o desenvolvimento do feto. Já a endometriose ocorre quando o tecido que recobre o útero crescem em outros locais.

As mulheres que sofrem com a endometriose sentem muitas dores e sangramento intenso durante o período menstrual, que por muitas vezes pode ocasionar a infertilidade. Apesar disso, os dados que relatam sobre a fertilidade e a endometriose não são muito claras. Pois, algumas mulheres com endometriose bastante severas não possuem infertilidade, enquanto outras que possuem uma endometriose regular podem ser totalmente inférteis.

A fertilidade da mulher irá depender do grau e da localização da endometriose, mas a remoção cirúrgica do tecido para que possa ocorre a adesões e tecido cicatrizante, o que é também susceptível a provocar a infertilidade. De modo que a cirurgia nem sempre é o melhor tratamento para endometriose. Por isso, a terapia é determinada por laparoscopia, o que é menos invasivo do que uma cirurgia de grande porte.

Quando as aderências são muito significativas, a intervenção cirúrgica é necessária, outro modo muito eficaz para tratar a endometriose, é a terapia hormonal que compreende a utilização de pílulas, que são administradas durante seis meses a um ano; tempo durante o qual uma mulher não pode engravidar.