Durante a gravidez a depilação se torna um tema que traz bastantes dúvidas para as mulheres. Afinal todas querem saber qual o método mais eficaz para eliminar os pelos de forma que não agrida a pele e nem o desenvolvimento do bebê. Confira a seguir, um pouco mais sobre os métodos de depilação durante a gravidez.

Cera fria ou quente durante a gravidez?
Tanto a cera fria como a quente não irá fazer mal para a gestante e nem para o bebê. Fazer à depilação a cera só será inconveniente para as mães que possuem sensibilidade a dor durante esse procedimento. Pois, como durante a gestação acaba ocorrendo o aumento do fluxo de sangue no corpo, principalmente na região da vagina, quem geralmente sofre com dor durante a depilação, acabará sofrendo um pouco mais.

É muito importante que a gestante observe e tenha cuidado com as condições de higiene do local onde ocorre a depilação. Pois o local pode provocar a transmissão de doenças. E para evitar possíveis problemas, é importante averiguar se a cera utilizada para sua depilação não foi reaproveitada por outra cliente e se o material utilizado para o procedimento são todos descartáveis.

Cremes depilatórios podem ser utilizados durante a gravidez?
 Não é recomendado utilizar cremes depilatórios durante a gravidez, pois os produtos químicos utilizados nesses cremes são bastante fortes e pode conter amônia em sua fórmula. Como a química desses produtos passa para a corrente sanguínea da gestante, consequentemente, acaba prejudicando o desenvolvimento do bebê.

Depilação a Laser durante a Gravidez
Fazer a depilação a laser, pode até ser considerado seguro, mas não é aconselhável faze esse tratamento para remoção de pelos durante a gestação. Pois, devido às mudanças hormonais que ocorre no corpo da gestante ao fazer a depilação a laser os locais onde ocorreu a depilação podem sofrer escurecimento da pele.