Ter corrimento na gravidez é bastante normal, já que durante a gestação ocorre diversas alterações hormonais. Todas essas mudanças acabam preocupando muitas mamães que estão cheias de dúvidas e ansiosas pela chegada do bebê. Como as secreções vaginais podem confundir um pouco, pois algumas são normais e outra um alerta para gestante.

O corrimento do tipo gelatinoso, de cor clara e sem cheiro. É uma secreção que toda mulher possui naturalmente, porém em maior quantidade durante a gravidez. Esse corrimento ocorre devido as alterações hormonais e ao aumento no fluxo sanguíneo nesta região durante a gravidez. Esse corrimento não faz mal nem para a grávida nem para o bebê em desenvolvimento.

Caso o corrimento tenha um odor forte e acompanhado por uma coloração marrom, amarelado, acinzentada ou esverdeada, que também pode ser acompanhado por outros sintomas, como ardor ao urinar, coceira e desconforto. É importante consulta o obstetra o quanto antes, pois esse pode ser um sintoma bastante perigoso.

Durante a consulta com o obstetra o que devo relatar sobre o corrimento?
Durante a consulta com seu médico é importante relatar os seguintes sintomas:
– Coceira
– Mudança da aparência ou consistência do corrimento
– Coloração do corrimento, se ela está amarelada ou esverdeada
– Se está sentindo um cheiro desagradável, semelhante ao cheiro de peixe
– Dor ou ardência no momento em que está urinando ou ao ter relações sexuais
– Se a coloração do corrimento é um marrom escuro, pode ser indício de um pequeno sangramento.

Lembrando que dependendo dos sintomas relatados, pode ser que você esteja com uma candidíase ou outra infecção bacteriana. A candidíase pode aparecer várias vezes durante a gravidez, mesmo com o tratamento adequando.

Como devo evitar o corrimento anormal durante a gravidez?
O corrimento é mais uma mudança temporária que ocorre no corpo da mulher durante a gravidez, para conviver com ela e evitar infecções, confira algumas dicas:
– Não utilize absorventes internos
– Dê preferência às calcinhas de algodão
– A área genital tem que se manter limpa
– Não utilize o chuveirinho ao lavar a vagina
– Prefira utilizar saias e evite calças mais abafadas
– Utilize sabonetes neutros, apenas na área externa da vagina
– Tenha sempre em sua bolsa uma calcinha extra para trocar ao logo do dia
– Utilizar protetores diários de calcinhas sem perfumes, dessa forma você evita a irritação na área.
– Diminua a ingestão de alimentos cítricos ou ácidos, que podem provocar sintomas semelhantes à candidíase
– Caso você seja fumante, para imediatamente. Os fumantes têm tendência a infecções bacteriana na vagina.

Esse corrimento pode ser líquido amniótico?
Caso você esteja desconfiada que esteja perdendo líquido amniótico, procure atendimento médico com urgência. Ao ser examinada o médico irá identificar se o líquido é ou não da bolsa amniótica.

Fique em alerta caso o líquido seja mais ralo que a secreção de costume. Geralmente o líquido amniótico tem cheiro semelhante à água sanitária. A perda do líquido amniótico antes da 37º semana pode representar sério risco ai bebê, pois acaba se tornando uma porta para infecções graves. Nesse momento os médicos que acompanham a sua gestação irão analisar e decidir se será feito um parto prematuro nas próximas 24h ou aguardar por mais algum tempo em condições controladas.