Uma das complicações mais comuns durante o período de amamentação são as fissuras nos mamilos. E para não sofrer com esse problema selecionamos algumas dicas e truques simples.

Durante a gravidez e após o parto as mamas é são as que mais sofrem alterações, já que elas têm um papel fundamental na amamentação, se tornando bastante sensíveis. Muitas mães sofrem bastante ao amamentar, já que as fissuras nos mamilos surgem com grande facilidade. Fazendo com que amamentar o bebê seja uma tarefa bastante dolorosa.

O que pode levar ao surgimento rachaduras e fissuras nos mamilos?
Má postura no momento da amamentação: Em boa parte dos casos, as rachaduras (fissuras) nos mamilos surgem divido a mau posicionamento e fixação da mama na boca da criança. Um dos indícios de que a pega está ocorrendo de forma errada é a dor que você sente quando o bebê começa a sugar. Por isso, fique atenta a postura adequada para o momento da amamentação: o bebê deve está coladinho em você, com a cabeça e corpo alinhado em uma reta, seu rosto deve está olhando para o peito e o nariz ao mamilo, sem deixar o pescoço torcido. Quando a pega está correta, o lábio inferior do bebê estará logo abaixo do mamilo e a aréola praticamente em sua boca.

Quando devo ir ao médico?
Na maioria dos casos, as fissuras no mamilo desaparecem em poucos dias. Mas caso você observe que está saindo um pouco de sangue, seria indicado ir ao médico para avaliar a situação.

Como evitar as rachaduras e fissuras nos mamilos?
A melhor maneira para prevenir e evitar as rachaduras e fissuras nos mamilos é seguir a técnica de amamentação. Outra dica é não deixar o bebê adormecer em seu peito, já que a umidade excessiva pode favorecer o surgimento das fissuras.

Se por acaso você esteja fazendo uso de algum creme para cicatrizar as fissuras o mais indicado é aplicá-lo sempre após amamentar o bebê. E durante o banho fazer uso de sabonetes específico para peles delicadas.