O aumento dos gases no intestino da gestante é um sintoma bastante comum, principalmente nas primeiras semanas da gravidez. Com esse aumento a mulher acaba aumentando a necessidade de soltar flatos (puns) e em arrotar.

Porque ocorre o aumento da produção de gases durante a gravidez?
Durante a gravidez o aumento na produção do hormônio da progesterona acaba provocando um relaxamento em vários órgãos e na musculatura. Com isso, acaba promovendo a diminuição dos movimentos intestinais, fazendo com que a digestão ocorra de forma mais lenta e permita o acúmulo de gases e até mesmo a prisão de ventre. Além do intestino, outro órgão bastante afetado com esse relaxamento é o estômago que acaba permitido o retorno do suco gástrico e os gases dentro do estômago para o esôfago (ocasionado os refluxos) e os arrotos. Vale ressaltar que a medida que a gravidez evolui, com o aumento do útero pressionado o estômago e os intestinos, pode ser que o problema agrave. Por isso, não deixe de informar ao seu ginecologista qualquer desconforto que apareça durante a sua gravidez, pois ele indicará algum remédio para auxiliar no alívio.

Como aliviar os gases durante a gravidez:
Para diminuir esse sintoma você pode realizar algumas medidas importantes, como por exemplo, fazer atividades físicas e mudar os seus hábitos alimentares para que a eliminação dos gases ocorra com maior facilidade. Veja a seguir algumas dicas que pode causar alívio dos gases durante a gravidez:

  • Evitar consumir doces;
  • Evitar bebidas com gás;
  • Evitar alimentos adoçados com sorbitol;
  • Evitar o uso de roupas apertadas na barriga;
  • Mastigar bem os alimentos antes de engolir;
  • Evitar o consumo de frituras e alimentos muito gordurosos;
  • Alimentar-se várias vezes ao dia com pequenas porções a cada vez;
  • Evitar o consumo exagerado de alimentos formadores de gases como leite, queijos, feijões, lentilhas, couves, cebola e alho;
  • Procurar fazer pequenas caminhadas diárias, de preferência sempre após as refeições, para que possa estimular os movimentos intestinais, a digestão e a eliminação de gases.