Um bebê de 7 meses quase morreu no dia 22 de setembro após ter aspirar uma bexiga de festa. Ele estava brincando em seu berço na casa da avó, quando a mãe que tinha acabado de chegar do trabalho percebeu que o seu filho estava engasgado. Imediatamente, a mãe saiu as pressas para socorrer o seu pequeno e foi até o hospital, que ficava apenas duas quadras de sua casa, sem realmente saber o que estava acontecendo com o seu filho.

Ao chegar no hospital, o filho já estava desacordado e roxo. O menino foi amparado pelos médicos do Hospital das Clínicas da USP e em seguida foi encaminhado ao Hospital Infantil de Sabará, local onde passou por cirurgia para retirada do objeto.  Segundo a médica que acompanha o caso, a pediatra especializada em otorrinolaringologista Saramira Bohadana, falou que não existia nenhum registro na literatura médica mundial onde uma criança havia sobrevivido após engolir uma bexiga de festa.

E afirma que o bebê só conseguiu sobreviver graça a ação rápida da mãe, já que os médicos conseguiram entubá-lo assim que chegou ao hospital. Como a bexiga ficou presa do esôfago da criança, o pó químico da bexiga ficou alojado nos pulmões, provocando uma pneumonia devido ao corpo estranho. Apesar do grande susto o bebê se encontra bem e na fase de recuperação.

Agora fica o alerta!
Uma criança asfixiada pode sofrer uma parada respiratória, fazendo com que o cérebro fique sem oxigênio, podendo levar em poucos minutos ao óbito. Por isso, não deixe o seu filho pequeno brincar com as bexigas de festa, para não passar por uma situação tão desesperadora como essa.