A ingestão de bebidas alcoólicas durante a gravidez deve ser evitada ao máximo, pois o seu consumo pode ser muito perigoso tanto para a gestante quanto o bebê. E foi pensando em esclarecer essas dúvidas, que resolvemos fazer esse artigo relatando os malefícios do álcool durante a gravidez.

Porque o álcool prejudica o bebê?
O álcool age no organismo da gestante de uma maneira muito severa, passando livremente pela placenta e atingindo diretamente o feto, como o fígado do feto anda esta em desenvolvimento o álcool permanece por mais tempo em seu organismo, tendo assim uma dificuldade muito maior em sua metabolização. Por isso, o consumo de álcool na gravidez pode gerar a Síndrome Alcoólica fetal, conhecida pela sigla SAF.

Qual o risco a mulher corre ao ingerir álcool na gestação?
Os riscos são muitos e vai desde complicações na gravidez, como o trabalho de parto prematuro e em alguns casos provocando o aborto espontâneo, para se ter idéia o risco do aborto espontâneo acontecer em gestantes que consomem álcool é quase o dobro em relação as que não fazem o uso da bebida.

Quais os principais riscos para o feto e sua formação?
Os riscos para o seu bebê que ainda esta em formação são enormes, consumir álcool na gravidez é uma atitude muito maléfica para o feto e pode ocasionar uma série de problemas de formação a níveis irreversíveis.

Os principais prejuízos ao feto incluem: problemas de comportamento, retardo mental, má formação do corpo, aumento da sensibilidade a infecções e um alto índice de morte súbita neonatal.

Existe uma quantidade tolerada de consumo de álcool na gravidez?
Não, os médicos ainda não chegaram a um consenso se existe ou não uma dose tolerada para o consumo durante a gestação, então evite a cerveja, o vinho o champanhe mesmo que seja nas menores quantidades.

É muito importante que você mamãe segure um pouco a vontade de beber, afinal de contas agora você é responsável pela geração de um novo ser, e tenho certeza que você quer que ele seja a criatura mais perfeita e saudável do mundo, e não se esqueça que a “A ingestão de bebidas alcoólicas e gravidez não são uma boa combinação”.